Procon de Blumenau arquiva denúncias de preços abusivos em postos de combustíveis

Reclamações durante greve dos caminhoneiros foram analisadas pelo órgão, que não identificou irregularidades

Procon de Blumenau arquiva denúncias de preços abusivos em postos de combustíveis

Reclamações durante greve dos caminhoneiros foram analisadas pelo órgão, que não identificou irregularidades

Bianca Bertoli

Nenhum posto de combustíveis foi multado em Blumenau por praticar preços abusivos nos dias em que houve greve dos caminhoneiros e, por consequência, escassez nas bombas. Nos últimos dias o Procon visitou os oito estabelecimentos alvos das dez denúncias recebidas durante o período de paralisação.

Os proprietários apresentaram as notas fiscais com os valores pagos às refinarias. Assim, os técnicos do Procon puderam analisar se existiram ou não irregularidades. Nenhuma foi identificada:

“Teve um posto que aumentou um pouco o preço, mas ele recebeu a nota fiscal com o valor já alterado, então estava dentro da normalidade. Também tiveram consumidores que entraram em contato com o Procon dando sugestão para irmos aos locais fiscalizar. Nós fomos, mas não constatamos nada de irregular”, explicou o coordenador do Procon, André da Cunha.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio