Um carro inspirado na essência da Oktoberfest: a música alemã. Inspirado no instrumento de percussão inventado na Alemanha, o grupo Teufelsgeige pretende trazer uma agradável e encantadora surpresa ao público na festa. Faltando seis dias para a festa, conheça a mais nova atração.

O carro foi selecionado para integrar o desfile em março deste ano. No Brasil, o instrumento é conhecido como “violino do diabo”. Ele é comum nas festas populares germânicas, e representa para o carnaval alemão o que a cuíca representa para o carnaval brasileiro.

O instrumento não existe apenas habilidade para ser tocado, mas também talento para ser criado. A tradição ensina que o percursionista é quem deve fazer o seu próprio “violino do diabo”. Dessa forma, nunca haverá um Teufelsgeige igual ao outro, pois cada um tem as características e preferências do seu criador, seja no material com que é feito, no tamanho ou nos adornos que o decoram e dão vida a ele.

Não há fórmula ou tutorial padrão para fabricação. Sua singularidade está exatamente em não haver um padrão, e quanto mais diferente e barulhento, melhor. Não há limites para a criatividade, o que permite o uso de sucatas, panelas velhas de alumínio, pratos, sinos, latas e outros materiais misturados a instrumentos menores, como reco-reco, clave, pandeiro, etc. Vale tudo que faça barulho e dê origem a algo jamais visto. E para tocar esse violino diferente, nada melhor do que uma boa e velha colher de pau.

É justamente por não haver um modelo a ser seguido, nem exigir maiores habilidades técnicas do seu percursionista-inventor, que o Teufelsgeige é tão peculiar. Porque é feito com imaginação e amor às tradições. A única regra é que seja barulhento, artesanal e divertido.

Segundo os mitos da cultura e folclore alemão, o instrumento deve ser original e vibrante para que seu som estridente afugente os maus espíritos. Mitos e lendas à parte, a verdade é que o instrumento faz a alegrias das pessoas pode onde passa, atraindo olhares para o seu visual único e os ouvidos para o seu barulho inconfundível.

O carro foi construído inspirado em um palco, que levará a atração inédita de uma ponta à outra da rua XV de Novembro com o Teufelsfritz no topo. Os integrantes, que fabricaram os seus próprios instrumentos, estarão tocando o Teufelsgeige durante todo o desfile.

Confira abaixo a música do Teufelsgeige para já sentir um pouco da animação que os integrantes prometem neste primeiro desfile da Oktoberfest:

“Numa cidade que criou sua própria festa popular, famosa e reconhecida por contrastar a tradição com a modernidade, nada melhor do que inovar enriquecendo o evento com a alegria de um grupo que usa a criatividade e o amor às origens para criar seus próprios instrumentos e contar novas histórias. Cada nota do Teufelsgeige é um acorde da história sendo contada, tocada e escrita por meio da música”, conta Daniel Hostin, um dos organizadores do grupo.

Lichwagen

O Lichwagen (carro da luz) nasceu em 2008 após uma conversa entre seis amigos que queriam ter uma atração para desfilar na Oktoberfest.

Divulgação

Na busca do carro ideal, encontraram um Chevrolet 1951 original. O veículo foi transformado em um bar móvel que leva, além da bebida, diversão, música e muita animação.

Divulgação

Colaborou Bianca Bertoli

Deixe uma resposta